Páginas

domingo, 30 de agosto de 2009

Regresso a Portugal

De regresso e com tempo aproveitei para apanhar o comboio local até ás praias do norte. Que confusão andar em hora de ponta aqui é o pior. Mas eu tinha de experimentar e ainda mais da pior maneira. De malas ás costas.



A entrada no comboio foi uma comédia depois de pedir ajuda a uma bonita rapariga (uma vez que as indicações eram todas em indiano) ela lá me indicou o comboio mas disse para apanhar o seguinte pois este estava demasiado cheio. Aproveito para deixar o apontamento, que aqui em Mumbai se vêm raparigas muitoooooo giras! Lá segui religiosamente o conselho mas quando o comboio está a chegar (ainda não tinha parado) e já toda a gente corria para o apanhar!!! Lá segui o instinto e fiz o mesmo, entro na primeira carruagem lol e só se vêm mulheres ainda mais todas a olhar para mim até que uma diz... ha e tal esta é carruagem de mulheres tem de ir para a próxima! LOL esta não esperava é mesmo coisa à India! Segui até à próxima e sentei-me junto à janela uma vez mais com grades! À medida que o comboio andava por entre as estações enchia cada vez mais... e mesmo quando parecia não caber mais ninguém lá entravam mais 10! Era incrível, mas eu não sabia como ia sair dali, ainda mais de malas ás costas LOL. Com uma estação de antecedência lá parti furando a multidão a muito custo por entre empurrões meus e de outros, isto é o normal aqui!

video

Chegado à estação segui até à praia na companhia deste meu amigo (que não me recordo do nome). Finalista de bank insurance e possuidor de uma superbike (uma ninja), conversamos entre os 15 minutos entre a estação e a praia.



Esta zona é bem melhor e é aqui que os ricos moram. Em prédios com vista para o mar.



E sim a praia é bem mais bonita e cuidade acabei por ver o por do sol numa avermelhada despedida.



Logo ali estava um dos mais emblemáticos bares da noite de Mumbai. O Vie Longe (http://www.vie.co.in/) é um bar na praia de luxo. Uma bebida aqui custa em média 15 euros (o que é muito para um país destes) e é aqui que se realizam as festas dos famosos. Era sexta e por sorte havia uma festa ao jeito de Bollywood! Mas (e porque tem sempre de haver um mas) para azar o meu era de uma pita de 14 anos.



Numa última volta de rickshaw abandonei a cidade em festa por entre bombinhas e luzes até ao aeroporto.



Acabei por fazer uma despedida da comida do sul terminando com um belíssimo cheesecake.





Segui no avião para Londres durante a noite entre filmes e alguma dormida.



Chegado a Londres já sentia a proximidade com casa.



Com algum tempo entre voos resolvi ir até Camden Town sabendo que ao Sábado costuma-se realizar aqui uma feira.





Uma vez mais senti a proximidade com Portugal.



Despedi-me com uma pint no aeroporto e segui até Faro.

Sem comentários: